C R E A R

CReacion de Empleo y

Recuperacion Ambiental

 
domingo, 24 de septiembre de 2017
  |  Entrar
Partners * Prefeitura de Ribeirão Preto (Brasil)
  Prefeitura de Ribeirão Preto (Brasil) 

http://www.ribeiraopreto.sp.gov.br/

 

Contactos / Contatti

Adair Cáceres Pessini
Tel + 55 16 36116000

Ana Maria Salles
Tel + 55 16 36104114 ramal 226 / + 55 16 36116000
E-mail: psb@semas.pmrp.com.br

Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto
Rua Augusto Severo, 819 – Vila Tibério
CEP14050-350 Ribeirão Preto
Sao Paulo Brasil

 

Presentación - Presentazione

Ribeirão Preto situa-se a 320 Km da capital do Estado de São Paulo, ocupando uma área de 651 Km. É a sede da 6ª Região administrativa e de governo do Estado, com 23 municípios e mais 10 distritos em 1 área total de 9357 Km.
Atualmente a cidade conta com 543.885 habitantes (zona urbana e rural) e é o centro de uma vasta região, que concentra atividades de comércio e serviços, atraindo moradores dos municípios em seu entorno.
A agricultura possui um papel de destaque na região sendo a principal atividade econômica, em vários municípios vizinhos. A principal cultura é a cana de açúcar, que se constitui uma monocultura da região, trazendo um expressivo número de migrantes vindos principalmente de outros estados brasileiros: Maranhão, Bahia, Piauí, Ceará e Minas Gerais.
Os impactos negativos dessa urbanização recaem sobre esse homem migrante, que chega em Ribeirão Preto e se vê desqualificado, sem moradia, exposto à marginalização e violência. Esse homem tende a perder seus valores de origem e passa a se ocupar de atividades econômicas mal remuneradas, na construção civil e no trabalho doméstico. São os trabalhadores autônomos responsáveis pelas possibilidades concretas de sobrevivência, embora precariamente. As conseqüências desta situação são: desemprego, sub-emprego, empobrecimento gradativo, aumento de favelas e cortiços, violência urbana, prostituição precoce, aumento da população de rua e na rua.
Podemos encontrar aproximadamente 18.470 pessoas vivendo em 31 núcleos de favela, todos eles obrigados a encontrar alternativas de moradia, uma vez não ser possível pagar aluguel e nem ter acesso a um terreno ou a casa popular. São áreas públicas, particulares e de preservação ambiental invadidas e/ou ocupadas de forma dinâmica e descontrolada.
Diante desse quadro é urgente a conjugação de esforços de todos os setores do Poder Público, da sociedade civil e de entidades não-governamentais para se criar uma política habitacional efetiva, que contemple a desfavelização.
Até o momento, temos como parceiros neste projeto as seguintes Secretarias Municipais/Autarquias:

  • COHAB – Companhia Habitacional de Ribeirão Preto;
  • Secretaria Municipal de Planejamento e Gestão Ambiental;
  • Secretaria Municipal de Governo.

 

Área de Intervención / Area d’intervento

Área de intervenção: Barragem Santa Tereza
De acordo com um levantamento em áreas de favela de Ribeirão Preto em 2005, localizamos na região Sudoeste da cidade, a existência de um pequeno núcleo (11 barracos) às margens da Barragem de Santa Tereza, próximo ao córrego Ribeirão Preto, obra executada para contenção de água pluvial.
A formação desse núcleo de favela é recente e se deu de maneira incorreta pois, os moradores invadiram a área, desmatando, construindo barracos de madeira, passando a criar e comercializar animais, tais como porcos e galinhas e vivendo em situação precária.

Tipos de ações que se pensa realizar:

  • Diagnóstico da realidade atual após pesquisa;
  • Fase de conscientização das famílias residentes no local através da Educação Ambiental;
  • Proposta: mudança do local de moradia, sendo oferecido à população terrenos para construção da casa própria ou, dependendo de suas dificuldades, principalmente das condições de saúde, casas populares já construídas.

Paralelamente serão oferecidos cursos de capacitação no Centro de Qualificação Social e Profissional da Secretaria da Cidadania e Desenvolvimento Social para oportunizar a construção da cidadania ;

  • Desfavelamento e ocupação das novas moradias;
  • Limpeza e recuperação da área degradada com plantio de árvores ou outro tipo de vegetação adequada ao solo;

 

Quien actua / Chi realizza

O projeto envolve que a rede de proteção social da Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto, conforme as necessidades foram surgindo: Cooperativa Habitacional de Ribeirão Preto, Secretaria de Planejamento e Meio Ambiente, Saúde, Educação, Vigilância Sanitária, buscando assim a, sociedade civil, poderão ser acionadas, tais como universidades, conselho urbanístico e conselho para a concretização do projeto municipal de moradia popular. Haverá outros parceiros , a somar o trabalho a ser desenvolvido, principalmente das universidades locais. A ação de recuperação da área degradada será imediata para que não haja a formação de novos núcleos de favela proporcionando a população em torno melhoria na qualidade de vida com o processo de reflorestamento.

Contatos: técnicos envolvidos neste projeto:
O projeto será coordenado por 08 funcionários da Secretaria da Cidadania e Desenvolvimento Social da Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto:

  1. Dra. Adair Cáceres Pessini – advogada e assistente social,
  2. Marlene de Lorenzi Marques, assistente social,
  3. Ana Maria Stucchi Salles, assistente social,
  4. Regina Célia de Miranda Mello, assistente social
  5. Cláudia Regina Pedro, psicóloga
  6. Milena Ferraz Aud, assistente social
  7. Patrícia Gentil Medeiros Moreira, estagiária de serviço social
  8. Leila Regina Brito Ursulino, secretária administrativa

 

Fotos / Foto